Contagem de carboidratos

TERAPIA NUTRICIONAL NO DIABETES MELLITUS

Sendo o diabetes uma doença crônica, a Terapia Nutricional foi expandida e não apenas inclui avaliação e tratamento, mas também a negociação de metas, individualização do tratamento e avaliação do mesmo. A terapia nutricional deve fazer parte do tratamento como um todo, deve ser definido, prescrito e acompanhado. As teorias são traduzidas em guias práticos. As orientações nutricionais não ocorrem em apenas um dia, fazem parte de um processo contínuo. As mudanças de comportamento levam tempo e precisam ser abordadas aos poucos, por isso o acompanhamento frequente no início será necessário.

A contagem de carboidratos é uma opção de Terapia Nutricional entre outras. Na contagem de carboidratos contabilizamos os gramas de carboidratos consumidos nas refeições, proporcionando maior flexibilidade do plano alimentar prescrito, bem como maior estabilidade da glicemia. Enfatiza a relação entre alimento, atividade física, glicemia e medicação.

Os objetivos da contagem de carboidratos são os mesmos para os portadores de diabetes tipo 1 e tipo 2.

* Atingir um melhor controle metabólico.
* Proporcionar uma alimentação saudável, contendo carboidrato, proteínas e gorduras.
* Possibilitar um plano alimentar individualizado e flexível.
* Favorecer o crescimento e o desenvolvimento.
* Favorecer a manutenção do peso saudável.
* Evitar complicações agudas e crônicas.

Os pré-requisitos básicos para iniciar a contagem de carboidratos são:

* Motivação por parte do profissional e do paciente.
* Disciplina para seguir orientações e anotar informações.
* Ter noções de medicas caseiras.
* Realizar monitorização domiciliar.

Referência Bibliográfica:

Gouveia GR, Bruno LPC. Contagem de carboidratos e monitorização:101 respostas. São Paulo:Preventa, 2003. 100p.

Esta entrada foi publicada em Nutrição Funcional e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta